Posts Tagged 'Sérgio Mallandro'

A Ópera do Mallandro, completo

Há muito tempo atrás tinha falado aqui sobre um curta que fizeram homenageando a genial obra de Sérgio Mallandro, mas não tinha visto o resultado final. É bem verdade que o propósito ficou maior que a realização (apesar do elenco estrelado por Wagner Moura, Lázaro Ramos, Luciano Szafir, Thais Araújo etc. e a trilha que vai de Sidney Magal até Caetano), mas ainda assim vale a conferida.

Pra quem ainda não assistiu, segue a Ópera do Mallandro, dirigido por André Moraes:

Voa Voa Biafra

Pra quem já cansou de VMA, Kanye West e derivados, o Biafra nos presenteia com um dos vídeos do ano.

Vi no Trabalho Sujo.

Sobre A Fazenda 2

Há uma série de maneiras de descobrir se uma pessoa é chata. Tem uns que no simples ato de abrir a boca já desmonstra todas as características que o tornam incoveniente, é o caso do Hygino (o que acaba o tornando favorito ao pleitear uma vaga para o CQC). Para alguns outros, só conhecendo um pouco mais a fundo pra realmente concluir sobre seu grau de chatice.

Uma das iscas que mais costumo usar para tirar esta conclusão é discutir sobre tv aberta. Se o sujeito tece comentários do tipo “não assisto televisão aberta pois só passa porcaria”, o seu índice de chatice sobe consideravelmente. Se ele ainda o associa ao conceito de Reality Show, proclamando com toda a empáfia pseudo-intelectual frases como “não assisto BBB pois não me traz nada de construtivo” ele entra no seleto hall daquelas pessoas com as quais eu não dividiria um copo de cerveja (e como todo mundo bem sabe, amizade só existe se você compartilha experiências etílicas com o próximo).

Partindo deste pressuposto tomarei a liberdade de mandar tomar no cú aquele que me afrontar com qualquer tipo de comentário que denigra o elenco que pode virar um marco naquilo que entendemos por humor gratuito, vergonha alheia e diversão da melhor espécie na televisão brasileira: 0s 14 escolhidos para a Fazenda 2. Por mais que a Record se contente com a série de vitórias  consecutivas sobre o meia-boca No Limite 4, A Fazenda 1 (apesar de ter revelado o mito Theo Becker) ficou longe de fazer história e aquela sensação de “pô legal mesmo era a Casa dos Artistas” predominou com o fim do programa. Pois bem, Supla, Alexandre Frota, Matheus Carrieri, Marco Mastronelli e cia. limitada podem ter companhia no capítulo Reality Shows dos anais da tv do Brasil, as 14 figuras confirmadas (segundo o site Poltrona) para a Fazenda 2 são:

afazenda2_celebridades

Para compor elenco:

Maytê Piragibe (mutante gostosa, ex – que provavelmente nunca voltará a ser – global), Tânia Oliveira (ex-panicat que já posou pra Playboy) e André Rocha (um X que provavelmente desempenhará o papel de Miro Teixeira desta edição).

Para fortalecer seu currículo de pseudo-celebridade:

Sheila Mello, o outro Pedroetiago, Adriana Bombom e Ana Paula Bandeirinha

Icógnita:

Vinícus GluGlu

Para fazer história:

Sérgio Mallandro, Vampeta, Stephany do CrossFox, Buchecha (gênio da música brasileira), Max Fivelinha e a maior sacada que algum bispo evangélico teve, depois de cobrar pela fé dos outros, ANDRESSA DO THEO BECKER.

Sem mais, é só começar a contar os dias para a estréia em novembro (torcendo para que o Britto Jr. não apresente mais o programa).

Resumindo o Pleito

E a “festa da democracia” (sic) teve mais um capítulo ontem. E dia de eleição pra mim é que nem final de copa do mundo. Das 6 até as 10 da noite é dedicação total a apuração, rádios, televisão e internet. Peço licença então para compartilhar minhas interpretações dos muitos resultados do pleito com vocês:

– A começar…:
Pelo Gabeira (PV)! Que bom ter um exemplo vivo de correta reputação política indo ao segundo turno do Rio de Janeiro. Sem apoio de máquina pública e baseando a campanha na alternativa idônea, derrubou o burro voto religioso do Crivella (PR) e ajudou a afastar os já miúdos tentáculos do César Maia (DEM) no poder da cidade maravilhosa. Ruim pro Edir Macedo, pior para o Lula que não sabe se apoia o ex-inimigo das cpis do Mensalão, mas agora brother, Eduardo Paes (PMDB) ou abraça a causa do ex-amigo-correligionário-militante de esquerda do PV.

– A Missa de 7º:
Felicidade também é ver o Carlismo sepultado na Bahia. ACM Neto (DEM) nem chegou no segundo turno e vai ter que se contentar com o legislativo. Em Salvador, ACM agora é só nome de rua e de aeroporto. Outra excelente bucha pro Lula resolver. Quem apoiar? Já que há dois representantes da base aliada no segundo turno, o atual prefeito João Henrique (PMDB) e o Walter Pinheiro (PT). Acho que ele não deve dar as caras por lá.

– “Comeu queto”:
Em BH a surpresa foi o Jair Marcatti mineirinho, Márcio Lacerda (PSB) que tinha vitória garantida nas pequisas, apadrinhado pela exótica e duvidosa dupla sertaneja mecenas Aécio (PSDB) e Pimentel (PT), tendo que ir pro segundo turno. O cabelinho Ronnie Von Leonardo Quintão (PMDB) não teve culpa de comer quetinho e no seu cantinho botou pra quebrar. O futuro presidente da república está tentando entender até agora essa “carreira” do tal Quintão.

– E Agora?:
Em São Paulo não deu outra. Conservadores da Zona Sul e Oeste colocaram o Kassab (DEM) no segundo turno na frente da relaxa e goza perigosa perua Marta Suplicy (PT), numa disputa no mínimo nojenta. Palmas, ao menos, para a derrocada do picolé de xuxu Geraldo Alckmin (PSDB), junto com toda a ambição da Opus Dei, além do esgotado papo fiado do Maluf (PP). Vale também comentar a primeira aparição para o grande público da alternativa Soninha Francine (PPS), pessoa que eu tive o grande prazer de dar meu voto e que ficou na honrosa 5ª colocação. Que nos próximos pleitos ela vá mais longe, com suas simples e objetivas idéias para a capital paulista.

– No Sul:
O tão comentado “efeito Lula” não surtiu em Curitiba. O atual prefeito Beto Richa (PSDB) se reelegeu com grande vantagem sobre Gleise Hoffman (PT). Nem adiantou o presidente aparecer nos horários eleitorais da petista. Vitória fácil. Já em Porto Alegre a história foi bem diferente. Raul Fogaça (PMDB), candidato à reeleição e de partido da base de sustentação do governo federal liderou e vai disputar o segundo turno com a bela Maria do Rosário (PT), que na reta final deixou pra trás a não menos bonita e competente Manuela D´ávila (PC do B). Este que vos escreve ficou triste pois é fã da “comunista”. A do Rosário tenta reerguer a hegemonia petista na capital gaúcha que durou 16 anos e foi tirada pelo Raul. Enquanto isso, Lula, Dilma e Tarso riem à toa.

– Gente honesta que merece:
O rei do Mensalinho, Severino Cavalcanti (PP) saiu humilhado pelo Gabeira da presidência da Câmara, para um cargo de relevância muito maior. É o novo prefeito da gloriosa João Alfredo, metrópole de pouco mais de 20 mil habitantes no interior de Pernambuco. Teve 52% dos votos.

– A Conga decepcionou:
Falando em Pernambuco, não posso deixar de lado o pífio resultado da ex-rainha do bumbum Gretchen (PPS) na sua tentativa de virar prefeita da bela Ilha de Itamaracá. Com 343 votos (2% do eleitorado), ficou apenas com a 3ª posição, longe do vencedor Rubinho (PT) com 52% da preferência dos itamaracaenses. Mais vergonhoso que isso, só fazer filme pornô.

– Não foi bom para o Moral:
Outra musa pornô since 80´s (procure no google, “Aluga-se Moças”) , Rita Cadillac (PSB) teve que se contentar com seus 378 votos não suficientes para se tornar vereadora da Praia Grande, no litoral paulista.

– Em Aracaju:
Minha bela Aracaju amanheceu feliz com a reeleição de Edvaldo Nogueira (PC do B). Um prêmio pra quem a deixou como a capital brasileira com a melhor qualdiade de vida.

– 3º lugar:
Taí uma posição ocupada por postulantes a vereadores no mínimo curiosos em algumas capitais do país. Em São Paulo, o 3º mais votado foi Netinho de Paula (PC do B), aquele que fazia festa na Cohab, curtindo a galera. É rapaz, deu Negritude e Jr. na cabeça. No Rio de Janeiro, o 3º lugar na corrida para a assembléia legislativa ficou com o ator global Stepan Nercessian (PPS). Já em Goiânia um deus atingiu essa colocação, nada mais nada menos que Túlio Maravilha (PMDB), o craque da camisa número 10. É muita alegria para qualquer CPI não colocar defeito.

– Vossa Excelência Glu-Glu fica pra próxima:
Sergio Mallandro (PTB) não fez feio, conseguiu 22 mil votos, mas a divisão por legendas não o fez vereador dessa vez.

– Sem espiadinhas:
As pseudo-celebridades oriundas do BBB não conseguiram se eleger. Lembram da Pink (DEM) do BBB5? Se não, nem você nem o eleitor de Recife que a deixou de fora da assembléia local. O mesmo para Adriano (DEM) do BBB1 em Salvador e Alberto Cowboy (DEM) do BBB7 em Belzonte.

– Ejaculação Precoce:
Já o nosso ídolo Kid Bengala (PPS), também vai ter que esperar mais 4 anos pra tentar crescer junto com a Assembléia Legislativa da capital paulista. Com 902 votos ficou só na 451ª posição.

– Chupa que é de Uva:
O cantor de forró, de sucessos como “Locadora de Mulher”, Cícero Almeida (PP), candidato a reeleição de Maceió apoiado por Collor, confirmou o favoritismo e com 81% dos votos foi o prefeito de capital eleito com a maior proporção de votos.

– Não deu:
Lacraia (PTB) e Léo Áquilla (PR) não deram pra virar vereadores de São Paulo.

– Sem lenço, puteiro, cargo político e documento:
O Larry Flynt brasileiro, Oscar Maroni Filho (PT do B), cafetão do Bahamas foi outro que também não conseguiu um cargo na assembléia paulistana.

– We Got Winners:
PMDB e Lula são os grandes vencedores das eleições municipais. O primeiro porque fez o maior número de cidades e acabou conquistando mais força para inverter previsões e quem sabe postular uma chapa pra presidente, apoiado pelo PT. O segundo porque viu sua popularidade e a estabilidade econômica do seu mandato se perpetuar pelo Brasil elegendo já 6 prefeitos do seu partido em capitais, além de uma série de candidatos da sua base aliada. No segundo turno vai ter muita gente o disputando a tapas para um simples tchauzinho no horário político. E se a Marta ganhar, aí meu irmão, é churrascão na Granja do Torto.

Acho que é isso. Que venha o segundo turno.
Aquele abraço.

————————————————————————
Upload do Rafa:

“Vale lembrar que Enéas Filho e Oscar Maroni sairam, respectivamente, com a barba e o rabo entre as pernas. Pernas estas que faltaram para os futebolísticos Dinei, Wladimir e Ademir da Guia. Quem figurou como bola cheia foi o glorioso Marco Aurélio Cunha, quem diria, foi o 19º vereador mais votado em São Paulo.



//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.michel

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//naftalina