Posts Tagged 'Riquelme na Batera'

Moleca 100 Vergonha

Não é novidade pra quem me conhece que eu sou fascinado pelas bandas de forró eletrônico. De Mastruz com Leite a Cavaleiros do Forró, de Saia Rodada a Aviões do Forró, de Baby Som a Limão com Mel, ouço e não escondo. Cresci ouvindo (por osmose) as batidas na batera de ídolos como Riquelme. Me encanta suas formas de negócio, suas super-brega-produções, suas big bands. E neste grupo estratégico se diferenciar significa absolver da cultura pop mainstream características e coloca-las no ambiente forrozeiro. E é claro, muitas vezes não da certo. É o caso dos clipes. Não é de hoje que nos dvds das bandas, nos Extras, sempre vem uma produção que de tão cafona, parece até caseira, vide os exemplos abaixo:

Cavaleiros do Forró – Quando Ligo pra Você

Calcinha Preta – Mágica

Interpretação 0, breguice da melhor qualidade e milhões de page views no Youtube. Mas, no meio deste caminho tinha uma pedra, chamada Moleca 100 Vergonha. Waltinho Salles, taí benchmarking pro seu próximo filme:

Aprendeu a fazer clipe, Marcos Mion?

Fica a dica.

Bethânia, Camelo e Aviões em Dvd de Ivete

Ivete Sangalo. Jogue a primeira pedra negão, mas hoje não há ninguém com maior poder no mainstream da mídia brasileira. Programa na Globo, gravidez comemorada como se fosse gol da seleção brasileira, cd infantil lançado no Faustão, dvd confirmado pra novembro de 2009 no Madison Square Garden (com Lenny Kravitz garantido e Tina Tuner, Justin, Sting, Shakira, dentre outros cogitados), sucesso nos Rock in Rio Lisboa e Madri e presença no olho do furacão da campanha da Desafio Philips que gerou uma das maiores polêmicas publicitárias deste ano.

“Brodagem”

Como diz o outro, ta podendo. E como quem pode pode, que não pode chupa o dedo e fica brincando de buddypoke no orkut, a cidadã construiu um estúdio de gravação na sua cobertura em Salvador. Pouca coisa? Então porque não gravar um dvd por lá? É mermão. É acordar, tirar a camisola e dar aquela “carrerinha” até a cozinha, tomar sucrilhos e ir gravar um dvd. Aonde? Na sua própria casa.

Pois é. Com previsão para lançamento em janeiro o dvd “Pode Entrar” será todo rodado no apartamento no luxuoso Edifício Morada dos Cardeais, no bairro do Campo Grande, residência de Vevete. A idéia é dar um toque caseiro a parcerias em músicas inéditas. E os convidados confirmados para elas são Lulu Santos, Saulo Fernandes, Vanessa da Mata e Carlinhos Brown. Até aí nada de muito curioso ou talvez, honroso. Mas, completam a lista Maria Bethânia, Marcelo Camelo e o power-trio do Aviões do Forró, Solanja-Xandinho-The God, Riquelme na batera.

Meus deus é muita emoção num lugar só. É juntar a cabeleira e a história de Bethânia, com todo o ar new generation genial “Circo Voador-Lapa” do Camelo, com o poder popular “Chupa que é de Uva” do Aviões. Só falta dizer que Mallu Magalhães também vai dar canja (imagina ela cantando “Chupa Toda” e brincando de massinha ao mesmo tempo), aí eu enfarto.

Ivete, tamo junto e misturado. Mais emocionante que isso só você em cima trio elétrico declarando que tava com caganeira naquele Pré-Caju de 2004. Beijo, me twitta.

Como ainda não há nada registrado de Ivete com Betânia ou Camelo, fica de esquenta o encontro com o Aviões no Estação Globo:

Ps: Presta atenção na Solanja nessa época e nela agora depois da cirurgia de redução de estômago. É o Nizan Guanaes do Forró!

Musical na vida Real

Não gosto de musicais. Não gosto pelo simples fato que me coloco dentro deles e fico me achando extremamente retardado se vivesse num mundo onde chegaria para um amigo cantarolando um: “Bommmm Diaaaaa”, e ele serelepe respondendo “Bommm diaaaa Caju, como vai você meu caro amigoooo?” Ou então em uma aula de Marketing o professor soltando um: “Quais são os 4 pêsss? primeiro o produtoooo, depois a promoção… sem esquecer do preço e da distribuiçããããooo.”

Affff, realmente me sentiria um bobo. Todavia, me surpreendi com a ação no maior estilo Broadway que um certo grupo de teatro de Londres resolveu fazer no aeroporto de lá, primeiro assustando e depois encantando aqueles que esperavam seu vôo. Tudo isso para divulgar o conceito de “When was the Last Time you went to The Theatre?” do site Lastminute.com. Veja no que deu:

Aquele Abraço.
(Se alguém souber o nome da agência que idealizou a ação, favor deixar no comentário)

Dica do Rafa

Olimpíadas sem as Três Listras da Adidas

Se eu te falo Adidas, qual a primeira imagem que vem a sua cabeça? Na minha são as três listras que saem da gola e descem por toda manga dos seus uniformes. Já para quem começa a acompanhar esportes a partir das atuais Olimpíadas essa característica que acompanha a marca alemã a mais de 40 anos pode não mais ser percebida.


A Nike e a Puma resolveram entrar com um pedido de proibição das três listras nos Jogos Olímpicos de Pequim que, segundo elas, violam as regras estabelecidas pelo Comitê Olímpico Internacional que limitam logos de empresas fornecedoras de material esportivo em no máximo 20cm. Ou seja, as linhas laterias dos uniformes da Adidas seriam a “continuação” do seu logo, segundo o COI. O pedido já tinha sido feito antes de Atenas 2004, todavia a empresa alegou que não dava tempo para redesenhar seus uniformes e elas ainda estiveram presentes.

Já dessa vez houve tempo da empresa alemã acatar a proibição e seus uniformes em Pequim perderam o charme (marqueteiro) que sempre os tornaram especiais. Veja algumas camisas sem as clássicas “3 stripes” laterais:

Seleção Cubana de Vôlei Feminino


Seleções Argentina e Australiana de Futebol


Seleção Alemã de Handball


Aquele Abraço

//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina