Posts Tagged 'Publicidade'

Love Condors

Para os que pensam que tudo já foi criado em campanhas de camisinha.

Agência: Troy, Bélgica
Cliente: Love Condor

Fórmula Publicitária

Aí você tem um puta cliente pra fazer um monte de coisa genial, tem uma puta verba de comunicação pra gastar, mas não ta surgindo nada de brilhante na sua cabeça, ou na dos criativos de sua agência? Então chama um monte de celebridade e manda eles fazerem algo que não tenha muito a ver com as suas habilidades normais. Eis aí mais uma fórmula publicitária meu caro leitor.

Novo comercial do Guitar Hero 4 com Michael Phelps, Kobe Bryant, Tony Hawk e the new mister Madonna, A-rod. Se alguém souber a agência que criou, coloca no comentário por favor.
Aquele Abraço.

Uma nova forma de arte! (sic)

Vamos por partes. Salva de palmas para a Agência Escala de Porto Alegre que, para comemorar 35 anos, resolveu fazer isso aqui:



Bacana né? Gerou Buzz. Viralizou. Bla bla blalizou em todas as rodinhas publicitárias dessa brasila.
Opa! Tem Call to action? Então acessemos www.desafiandoainercia.com.br. Que beleza, um blog que explica a ação. Tudo muito bom, tudo muito bem, até que… neguinho me fala que isso é uma nova expressão de arte, a GPS Art! (?)

Puta que pariu né negada! Ficava na publicidade que já da pra levar um bronzezinho em Cannes ano que vem. Aí você me mete uma explicação à lá instalação na bienal falando que isso é unir um conceito de comunicação a uma nova forma de expressão artística.
Já sei.
Vou pegar o Google Maps da região da ESPM e escrever Naína Tie na Humberto I! Não Não… melhor! Vou ver se os ets estão estacionados no céu do hemisfério sul.


Aquele abraço.

Os exageros da publicidade

Do jovem, porém não menos genial, Raphael Salimena.

Aquele abraço!

Jamaica na Paulista

Você já deve ter lido em algum desses muitos blogs publicitários que a Adidas e a Nike sofreram grandes derrotas nessa Olimpíada. A começar pelo dono da Li-Ning, o ginasta homônimo da marca, acendendo a pira na cerimônia de abertura, passando pelo mutante Phelps com a Speedo gozando de suas 8 medalhas, e acabando com o showman Usain Bolt e suas sapatilhas douradas da PUMA.

Está mesma Puma, que patrocinou a equipe dourada de velocistas da Jamaica queria “homenagear” (leia-se, gerar buzz) os reggae boys das pistas aqui no Brasil. Chamou a Espalhe, que brilhantemente deixou a lei Cidade Limpa em segundo plano e colocou um gigante bandeirão da Jamaica com o logo da Puma estampado em um dos prédios com maior visibilidade na Paulista, aquele ali na viradinha com a Consolação. Deu nisso:

Virais brasileiros em lançamento de Operadora

Lembra daquele post que eu fiz comentando como seria se o clipe “Pork and Beans” do Weezer tivesse uma versão brasileira que celebridades da internet apareceriam? Pois bem, o pessoal da Bigman teve a mesma idéia, não para gravar um videoclipe, mas sim pra lançar um viral que apresenta a nova operadora de celular que entrará no país ainda este ano, a AEIOU, que terá como target os jovens e só venderá celulares pré-pagos.

A seleção canarinho de virais tem Ruth Lemos Sanduiche-iche-iche, Serginho “Brasila Querida Sapinhooo” Cabeção, Guilherme Zaiden, Cris Nicoletti (Vai tomar no cú), o ídolo Lasier “Pederneiras Ai Ai” Martins, o pessoal da Dança do Quadrado, Maria Alice Vergueiro (Tapa na Pantera) e Fala Sônia. O resultado foi esse:

Na minha modesta opinião a idéia de terem colocado todo esse pessoal junto foi oportuna e bacana, mas o conceito batido de “estúdio de gravação + We Are The World” tirou um pouco da graça da parada. De qualquer forma, vale o registro da idéia.

Aquele Abraço

Escola Cuca – Criatividade Diferenciada

Dando uma rápida parada na série de posts olímpicos que serão a pauta do blog nas próximas duas semanas, venho deixar uma dica pra você estudante ou profissional de publicidade que quer trabalhar em criação e tem o período da noite à disposição. Miguel Bemfica, ex-diretor de criação da DM9DDB e atual da DPZ e Roberto Fernandez, diretor de criação da JWT acabam de criar a Escola Cuca, escola de criação que procurará ser uma espécie de “jogo-treino” para aquele cidadão que busca uma vaguinha entre os criativos das grandes agências. Para isso, o projeto traz uma metodologia diferenciada que procurará apresentar o real clima de uma agência de publicidade, com resolução de briefings, prazos reais dentre outras cossitas comuns por estas bandas.


Além de ter uma duração menor que outras escolas como a Miami Ad (5 meses x 2 anos), a Cuca serve como um puta networking, já que as melhores peças criadas por lá serão apresentadas para diretores de criação parceiros do projeto. Para sintetizar o conceito da escola fica a frase que está no seu site: “A Cuca não outorga nenhum tipo de diploma. Criação é como o Surf. Você não vai perguntar ao Kelly Slater onde ele estudou. Você quer é ver os vídeos dele surfando, que ondas ele enfrentou, etc”.

Para maiores informações acesse www.escolacuca.com
Aquele abraço.

Dica de Arício Fortes.


//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina