Posts Tagged 'Futebol'

Um pouquinho de Estados Unidos nesse futebol brasileiro

Sei que esse título já pode distanciar subitamente alguns apaixonados pelo futebol jogado com os pés. Estes puritanos bradariam, de peito aberto, “como alguém pode colocar na mesma sentença futebol e Estados Unidos em concordância? Justo os ianques, que mal sabem chutar uma bola não oval?”

É verdade. A trupe de Alexi Lalas, Donovan e cia. está anos-luz atrás da malemolência, suingue e gingado de nossos jogadores sem nome duplo (desculpa, Diego Maurício e Willian José, mas vocês não vão conquistar o coração do povo brasileiro com esses nomes). Mas não quero aqui estabelecer uma relação entre o esporte jogado no Brasil e nos Estados Unidos, nem sequer comparar a qualidade da Major League Soccer (soccer, pessoal. Soccer) com os nosso campeonato Brasileiro. Na verdade, gostaria de mostrar como uma forma de organizar qualquer esporte lá “nas América” acaba sendo uma fonte para que possamos melhorar o meu, o seu, o nosso futebol.

Neste início de ano temos, por todo o Brasil, os campeonatos estaduais. Nove entre cada dez comentaristas esportivos (tiro o genial Flávio Gomes dessa turma) repetem sistematicamente que tais competições estão xoxas, chatas, sem o menor atrativo para o torcedor e, por isso, não deveriam mais existir. Ora, especialistas esportivos (que, consequentemente, se consideram especialistas em comportamento do brasileiro), como explicar o estádio lotado no último jogo entre Santa Cruz x Sport? Clássico regional? Por favor, parem de se iludir e olhem para a tristeza que foi ver o San-São (9.334 pagantes) algumas semanas atrás. Os campeonatos regionais ainda são uma força sim, só que fora do eixo Sudeste-Sul deste país. Portanto, antes de gritar fogo olhando pra fumaça, verifique se não foi só um cigarro que se acendeu. Faz bem.

 

Continue lendo ‘Um pouquinho de Estados Unidos nesse futebol brasileiro’

Campeonato Brasileiro Sub-40

Antes de mais nada, este post se ausenta de punch lines. Nada de Zidane na Briosa, fulaninho no América ou sicrano no Rio Branco de Americana. Essa piada é pronta e sem graça, do mesmo nível de misturar esportes olímpicos com o tráfico no Rio 2016 e o avião da Air France caindo na ilha de Lost.

Vamos falar sério: para o amante do futebol, Vieri no Botafogo-SP é a notícia do ano. Isso vale mais que qualquer bilhão do pré-sal, escolha de presidenciáveis, Nobel pra Obama etc. Só a tal história de São Januário receber os jogos de rúgbi das Olimpíadas chega perto de tamanha relevância. E se o boato da chegada do lateral Coco se confirmar, começo a contar os dias para o Paulistão 2010. Como o Nico resumiu brilhantemente, “é o Botafogo brincando de Elifoot”.

vieribotafogo

Falando em Elifoot, em um panorama econômico onde Brasil e potência viraram sinônimos, está na hora do futebol brasileiro abraçar alguma causa que fuja do esteriótipo devastador de campeonatos locais de “país exportador de talentos”. E essa causa, como Ronaldo (34) já provou e Petkovic (37) autenticou em cartório,  pode ser a de “importador de ex-grandes astros internacionais”. Brasil, tá na hora de virar o celeiro do SUB-40 internacional e, antes que baixe algum seguidor da doutrina de Mauro Cezar Pereira nos comentários, isso não é ruim. Não é confirmar um complexo de vira-lata, mas aproveitar uma oportunidade de conquistar lucros financeiros a curto prazo e garantir alegrias para torcida (mesmo que só antes dos jogadores entrarem em campo).

Um bom exemplo é o Kluivert (33).  Todo mundo que passou tardes em 98 no melhor game de estratégias da história sabe o que ele representa. Pois bem,  o holandês se aposentou no Lille, clube que já está dando pistas de luta contra o rebaixamento no, sempre chato, campeonato Francês desta temporada. Agora sãopaulino, flamenguista, palmeirense, atleticano, ou companheiro botafoguense (do Rio) pense o que seria Kluivert no seu ataque.  Só de imaginar me arrepio… Lúcio Flávio, Batista, André Lima, Jobson e Kluivert, lágrimas me vem aos  olhos.

patrick-kluivert

Não seria um ótimo parceiro do Carlinhos Bala?

É tirar o cara da aposentadoria e transformá-lo no carro-chefe do Brasileirão. Ao lado de Ronaldo e D´alessandro, ser sua maior estrela. E não me venha com esse papo de “não tem dinheiro”. Leandro Amaral está parado no Fluminense há tempos, mas mesmo assim continua ganhando R$ 280 mil todo santo mês. Dá pra se esforçar e trazer um cara desses ainda com a ajuda da sempre cabal justificativa de “jogada de marketing”. Afinal o rapaz iria vender muito mais camisa e levar muito mais gente ao estádio do que Leandro.

Isso sem falar de Okocha, Sol Campbell, Lizarazu, Trezeguet, Overmars e cia. limitada. Dirigentes, transformem isso aqui no berço esplêndido de quem dava alegria em 2001. Se o Santa Cruz pode ter desfilando em seu gramado Vieri, em um campeonato que nem é o mais importante do país, o Aflitos merece o Figo.  Sem mais, aquele abraço.

Conexão Dendê – Estocolmo

83077723

O duelo entre o AIK (sigla de Allmänna Idrottsklubben, que significa “Clube Público do Esporte”), o time da massa, e Djurgarden, time da elite (se é que há essas disparidades sociais todas na Suécia) é o maior derby futebolístico (e de hóquei no gelo) da Escandinávia. O “Clássico dos Gêmeos”, conhecido assim pois ambos nasceram no gélido fevereiro de 1891 em Estocolmo, é marcado pelo equilíbrio: são 78 vitórias da classe média loira contra 75 dos boy, enquanto nos títulos suecos, a playba coleciona 11 canecos contra os 10 do AIK.

Hoje, dentro de campo o AIK luta pelo título enquanto o Djurgarden está correndo o risco de cair pra segundona. Mas, fora deles a torcida azul de Estocolmo dá um show inspirado em Cidinho e Doca, Capitão Nascimento e toda essa rapaziada que se diverte com os Alemão no Morro do Dendê. Um remix de Rap das Armas do dj holandês Quitino (qualquer semelhança com o bairro carioca é mera coincidência) ficou no topo das paradas suecas por 14 semanas e aí caiu na boca das organizadas do Djurgarden que hoje cantam pro time assim:

Estou no aguardo de uma versão do Mando Diao para este clássico do funk carioca.

Update:

Hygino me informa que a torcida do PSV anda fazendo ao mesmo pra incentivar o jogador sueco Toivonen:

Anorthosis Famagusta e a Eterna Promessa

O Anorthosis Famagusta acaba de fazer história. Ele é o primeiro time do Chipre, aquela pequena ilha de cerca de 780 mil habitantes no meio do Mediterrâneo, famosa pela eterna disputa entre Turquia e Grécia pelo seu território e pelas brutais raquetadas de Marcos Baghdatis, a chegar a fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, o maior campeonato interclubes do mundo.

Após vencer o primeiro jogo no Chipre por 3×0, o Anorthosis perdeu a partida de volta por 1×0 para o tradicional Olympiacos em Atenas, mas mesmo assim carimbou seu passaporte para a Champions League com a soma dos resultados. Muito desse triunfo graças a ele, do grupo das eternas promessas do futebol brasileiro junto com gente como Caio, Lulinha, Mozart, Fábio Rochemback e Fábio Bilica
, Sávio (lembra dele?), atacante do novo grande time da Europa.

A propósito, temos que também saldar o FC BATE Borisov, o primeiro clube bielorusso a chegar na Champions. Ou seja, como teremos a liga mais exótica da história, com bielorussos e cipriotas, nem sentiremos falta de times como o Milan. Afinal, pra que Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Pato e companhia se eu posso torcer pro Sávio e seu Anorthosis?

Até a próxima.

EURO 2008 Fantasy Football

Começa neste sábado o mais importante campeonato de seleções do Velho Continente, a Eurocopa, ou simplesmente EURO. 16 das mais importantes equipes européias irão brigar nos campos de Áustria e Suíça pelo troféu, e você pode deixar a torcida mais divertida. No site oficial da UEFA você encontra o McDonald’s Fantasy Football, o fantasy game da EURO. Diferente do famoso “bolão”, no fantasy football você não aposta em times ou resultados, mas em jogadores: você tem 100 euros para comprar 11 titulares e um reserva e montar a melhor equipe possível em busca da vitória. Você pontua de acordo com o desempenho individual de cada jogador. Além disso, é possível criar ligas privadas com seus amigos, para de uma vez por todas certificar-se: quem é o melhor técnico da galera?

A minha equipe ficou assim, e minha torcida este ano é pela Suécia, terra do Mando Diao e das suecas. Acesse o site do jogo e mostre que tu é o fodão.


Fica aí a dica.

O Xadrez da Adidas

Falar que camisas de futebol viraram artigos de moda que seguem e até ditam tendências já virou clichê. A cada temporada Nike, Adidas, Puma, Umbro e as milhares de fornecedoras de material esportivo para times guardam a sete chaves os designs que vestirão os clubes durante todas as competições daquele ano. Muito por isso, com o fim da temporada 2007-2008 européia na próxima sexta, com o embate entre Chelsea e Manchester United em Moscou, pela final da Champions League, os colecionadores e aficcionados por camisas de clube esperam ansiosamente as novidades que as marcas reservarão para os campeonatos 2008-2009. A Adidas, porém, já mostrou seu primeiro e digamos ousado filho. Trata-se da camisa que o Olympique de Marseille irá usar nas disputas internacionais:

Eu sinceramente não gostei, todavia essa versão xadrez, se levada para os outros clubes patrocinados pela marca, com certeza transformará os campos mais do que nunca em desfiles de moda. Imagine então como ficaria esse xadrezinho na camisa marca texto do Palmeiras! Agora é esperar para conferir o que vem por aí e seja o que os estilistas quiserem.

Até a próxima.

O fim do Playball

Você, peladeiro de final de semana, craque do escritório, fenômeno do almoxarifado, está cansado de mostrar seus dotes futebolísticos em gramados pequenos e sem glamour? Você nasceu em berço de ouro e está entrando em depressão por não ter mais onde gastar seu dinheiro? O futebol europeu perde muito por não te ter brilhando pelas terras de além-mar?

Pois a chance de mostrar seu valor enfim surge diante de seus pés! Chega de praia! Chega de society! Bernabeu, aí vou eu!


É, mané, seus olhos não estão te traindo. Pela pequena bagatela de 6 mil euros (aproximadamente 15 mil reais), você e o resto do Rua de Baixo FC poderão trocar passes no mesmo gramado consagrado por Di Stefano, Zidane e Robinho. O Real Madrid passou a alugar seu estádio, pelo menos até o início da próxima temporada, para todos aqueles a quem interessar possa. O objetivo é conseguir um rendimento razoável até a próxima troca de gramado da casa merengue. Se você, brazuca, se interessou, junte seus amiguinhos, pague a passagem de mais ou menos 4 mil reais, vista o meião e a chuteira e bola pro mato que o jogo é de campeonato!


Au revoir!


//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina