Publicidade: loucura ou radicalização?

A cada segundo que passa, as mentes criativas do mundo buscam se superar ao propor novas idéias, novas formas de comunicar um produto ou serviço e vender estes ditos cujos. E em tempos de below the line, no line, in line, above the line, crazy in line, e my line beats for you baby, existe um outra linha que jamais deve ser esquecida:  a que separa a radicalização da loucura.

Na Alemanha, Sprite lança uma campanha de filmes que parece extrapolar o erotismo.  Filmes banidos da telinha, evidentemente. Mas circulando livremente pela internê, e fazendo o maior sucesso.

Em algum lugar dos Estados Unidos, em 2008 foi fundada a Moon Publicity. Pra que ela serve? Parece óbvio pelo nome, e é exatamente isso. Publicidade na Lua. Eu quero muito acreditar que isso é uma Pegadinha do Mallandro, mas existe uma patente já aplicada a registro de uma tecnologia que faz desenhos em solo lunar, e se torna visível na Lua graças à sombras. Mais ou menos assim:

A empresa dividiu a Lua em mais de 140 setores, nos quais você poderá expor sua marca. Entre no site e dê uma olhada.  Eu ainda acho que isso é mentira, Silvio.

Enfim, mentira ou não, pra você, o que é loucura e o que é radicalização no mundo da publicidade?

0 Responses to “Publicidade: loucura ou radicalização?”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: