Uma lição de Radicalização II – Travis Pastrana e o Totó

Aproveitando a deixa do último post, nada mais justo do que adiantar para vossas senhorias a Radicalização do mês de fevereiro. Enquanto em janeiro, Josimar, o surfista de Brasília apavorou as ruas candangas com manobras na enchente, trago a vocês a lenda viva Travis Pastrana.

Se você nunca parou pra assistir qualquer programa de esportes radicais da ESPN eu até perdoo o não conhecimento desse cidadão. Caso já tenha assistido, e não saiba quem, pode pular o post.

O cara é Deus. Com 14 anos já era campeão mundial de motocross. Cansado de ganhar tudo em cima de motos, resolveu pilotar em rallys, e aí? Foi campeão também. Cansado de pilotar carro resolveu buscar uma nova opção, e achou um Totó (ou triciclo, ou velotrol, ou velocípede, dependendo da região onde você vive) e aí colocou uma roda de bicicleta na frente dele e foi buscar umas rampinhas para se divertir. Tinha uma pequena na casa de um sujeito amigo dele, um brasileiro, um tal de Bob. Uma tal de MegaRampa, e aí deu nisso:

Backflip no Velocípede.
Travis Pastrana, a lição de radicalização de Fevereiro.

Anúncios

0 Responses to “Uma lição de Radicalização II – Travis Pastrana e o Totó”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: