A saga da Islândia

Para muitos de nós, a Islândia sempre foi uma ilhota isolada do resto do mundo, povoada por vikings, carneiros, vulcões, Gudjohnsen, Björk e Sigur Rós. É aquele lugar remoto a que nos cabe apenas anedotas curiosas de uma aula de Geografia, em que o professor fala do fato deste ser o único país que cresce em território de forma naturalmente. Algo em torno de assombrosos 20 centímetros, graças às lavas vulcânicas e ao magma que se solidificam no encontro com o mar.

.

O que poucos sabem é que o islandês trouxe ao mundo duas palavras incorporadas aos nossos dicionários (saga – os poemas épicos vikings surgiram neste país – e gêiser), sua população possui uma árvore genealógica que remonta aos primeiros habitantes, o que possibilita descobrir as primeiras pessoas a carregarem alguma doença nesta nação (todo câncer de mama na Islândia tem origem numa única mutação genética ocorrida no século XVI, no DNA de um monge chamado Einar). E que, com a crise financeira que vêm abalando o mundo, a Islândia entrou no grupo dos órgãos terroristas, como o Al-Qaeda, graças a uma lei promulgada após o 11 de Setembro e, em outubro deste ano, invocada por Gordon Brown, primeiro-ministro inglês ao país escandinavo, chafurdado numa crise econômica sem fim.

.

Terroristas? Pois é. Esta é a nova classificação de um país que, de acordo com dados da organização Vision of Humanity, é o mais pacífico do mundo. E esta alcunha a que o país foi submetido piorou ainda mais a situação do país, já abalado (financeira e emocionalmente) pela crise. (Leia mais sobre o histórico deste país, que, sempre pacífico, chegou a uma pseudo-revolução nos últimos meses nesta incrível – e longa – reportagem da revista Piauí). Aturdidos com o fato de serem considerados terroristas perante o mundo, o povo islandês se juntou e resolveu montar um site em que, através de uma petição online, busca anular o ato do primeiro-ministro britânico.

.

Bora assinar essa petição e começar a ajudar um país? Ou ao menos fazer com que a Björk não seja mais vista como terrorista? Clique na imagem abaixo, ora pois.

Hasta!

0 Responses to “A saga da Islândia”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: