Anorthosis Famagusta e a Eterna Promessa

O Anorthosis Famagusta acaba de fazer história. Ele é o primeiro time do Chipre, aquela pequena ilha de cerca de 780 mil habitantes no meio do Mediterrâneo, famosa pela eterna disputa entre Turquia e Grécia pelo seu território e pelas brutais raquetadas de Marcos Baghdatis, a chegar a fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa, o maior campeonato interclubes do mundo.

Após vencer o primeiro jogo no Chipre por 3×0, o Anorthosis perdeu a partida de volta por 1×0 para o tradicional Olympiacos em Atenas, mas mesmo assim carimbou seu passaporte para a Champions League com a soma dos resultados. Muito desse triunfo graças a ele, do grupo das eternas promessas do futebol brasileiro junto com gente como Caio, Lulinha, Mozart, Fábio Rochemback e Fábio Bilica
, Sávio (lembra dele?), atacante do novo grande time da Europa.

A propósito, temos que também saldar o FC BATE Borisov, o primeiro clube bielorusso a chegar na Champions. Ou seja, como teremos a liga mais exótica da história, com bielorussos e cipriotas, nem sentiremos falta de times como o Milan. Afinal, pra que Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Pato e companhia se eu posso torcer pro Sávio e seu Anorthosis?

Até a próxima.

2 Responses to “Anorthosis Famagusta e a Eterna Promessa”


  1. 1 minicritico 28/08/2008 às 7:21 AM

    Em 2004, diziam sem medo de errar: “Esse armador, Toró, que tá surgindo em Xerém, é a maior revelação do futebol carioca desde Zico”

    O Sávio, apesar de eterna promessa, viveu dias gloriosos no Flamengo por pelo menos 4 anos, além de 3 temporadas como reserva de luxo do Real Madrid que ganhou tudo na Europa – o que o faz ser muito querido pelos merengues. O que atrapalhou a carreira dele foram as incessantes contusões, que lhe renderam o apelido de “canela de vidro”. Lembrem-se que pras Olimpíadas de Atlanta-96, o ataque titular de Zagallo era Bebeto e Sávio, tendo no banco um tal de Ronaldo. Claro que isso mudou depois que o Brasil perdeu do Japão na estréia, com um gol do imortal Kazuyoshi Miura (vulgo Kazu, que já passou até pelo Santos), em uma trapalhada inesquecível da dupla Dida e Aldair.

    Em 98, tivemos Adiel surgindo como craque no Santos. Hoje, ele joga no pequenino Bellmare Hiratsuka, do Japão.

    Em 2006, foi a vez de Lenny pintar como um furacão no Fluminense. Hoje, após breve passagem pelo modesto Sporting Braga, ele amarga a reserva do Palmeiras.

    Em 2002, o Flu projetava mais um que parecia ser um craque. O jovem e temperamental Carlos Alberto foi o único destaque do time que quase caiu em 2003 e foi por milhões para o Porto. Hoje, tenta recomeçar a vida sem nenhum glamour no Botafogo.

    Athirson, quando apareceu no Flamengo, dava pinta de craque. Viveu momentos de craque. Passou bem pelo Santos, Cruzeiro, Flamengo várias vezes… Teve apagadíssima passagem pela Juventus, em 2001..E hoje, em litígio com o Brasiliense, negocia com o ABC, de Natal.

    Felipe foi destaque do Vasco no Brasileirão de 97, quando ainda era lateral-esquerdo. Deu pesadelos em Panucci na final do Mundial, contra o Real, em 98. E hoje, vive confortavelmente no Qatar, embora nunca tenha confirmado a promessa de ser um craque…

    Assim podemos dizer de Beto, destaque do Botafogo em 95 e que já rodou pelos 4 grandes do Rio, pelo São Paulo, Napoli, Grêmio, futebol japonês, Brasiliense, Seleção… e o máximo que ganhou foi o apelido de Beto Cachaça.

    Iranildo, Lúcio… enfim, os times do Rio, principalmente, têm o costume de eleger rapidamente novos “craques” e depois rotulá-los como lixo.

  2. 2 minicritico 28/08/2008 às 7:21 AM

    Em 2004, diziam sem medo de errar: “Esse armador, Toró, que tá surgindo em Xerém, é a maior revelação do futebol carioca desde Zico”

    O Sávio, apesar de eterna promessa, viveu dias gloriosos no Flamengo por pelo menos 4 anos, além de 3 temporadas como reserva de luxo do Real Madrid que ganhou tudo na Europa – o que o faz ser muito querido pelos merengues. O que atrapalhou a carreira dele foram as incessantes contusões, que lhe renderam o apelido de “canela de vidro”. Lembrem-se que pras Olimpíadas de Atlanta-96, o ataque titular de Zagallo era Bebeto e Sávio, tendo no banco um tal de Ronaldo. Claro que isso mudou depois que o Brasil perdeu do Japão na estréia, com um gol do imortal Kazuyoshi Miura (vulgo Kazu, que já passou até pelo Santos), em uma trapalhada inesquecível da dupla Dida e Aldair.

    Em 98, tivemos Adiel surgindo como craque no Santos. Hoje, ele joga no pequenino Bellmare Hiratsuka, do Japão.

    Em 2006, foi a vez de Lenny pintar como um furacão no Fluminense. Hoje, após breve passagem pelo modesto Sporting Braga, ele amarga a reserva do Palmeiras.

    Em 2002, o Flu projetava mais um que parecia ser um craque. O jovem e temperamental Carlos Alberto foi o único destaque do time que quase caiu em 2003 e foi por milhões para o Porto. Hoje, tenta recomeçar a vida sem nenhum glamour no Botafogo.

    Athirson, quando apareceu no Flamengo, dava pinta de craque. Viveu momentos de craque. Passou bem pelo Santos, Cruzeiro, Flamengo várias vezes… Teve apagadíssima passagem pela Juventus, em 2001..E hoje, em litígio com o Brasiliense, negocia com o ABC, de Natal.

    Felipe foi destaque do Vasco no Brasileirão de 97, quando ainda era lateral-esquerdo. Deu pesadelos em Panucci na final do Mundial, contra o Real, em 98. E hoje, vive confortavelmente no Qatar, embora nunca tenha confirmado a promessa de ser um craque…

    Assim podemos dizer de Beto, destaque do Botafogo em 95 e que já rodou pelos 4 grandes do Rio, pelo São Paulo, Napoli, Grêmio, futebol japonês, Brasiliense, Seleção… e o máximo que ganhou foi o apelido de Beto Cachaça.

    Iranildo, Lúcio… enfim, os times do Rio, principalmente, têm o costume de eleger rapidamente novos “craques” e depois rotulá-los como lixo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: