Eleven, The Game

Sou um craque de bola. Alguns me chamam de Kaká, outros de Sócrates, mas muitos me chamam de Marcelo Ramos ou Bóvio. Em homenagem a esses muitos, abandonei a chance de ter no futebol meu meio de ganhar a vida. Obrigado por me abrirem os olhos pessoal, mesmo que ainda ache que uma dupla de zaga formada por Luiz Hygino e Alex Silva fosse ser certeza do hexa. Mas a vida continua.

O problema, neste caso, é que continuo amando futebol, c
omo milhões de brasileiros e terráqueos. Então encontro alternativas: às quartas-feiras assisto a Libertadores, de vez em quando bato uma bola aos finais-de-semana, nos momentos de tensão jogo um Winning Eleven e num ou outro momento de fraqueza, cruzo com uma mesa de totó e não resisto.

Mas se pudesse, trocaria todas as alternativas por esta mesa de totó somente:

Eleven, the Beautiful Game, é um protótipo de design que infelizmente ainda não se encontra disponível no mercado. A única unidade do mundo por enquanto só pode ser vista nos meus sonhos ou em www.eleventhegame.com

Au revoir!

0 Responses to “Eleven, The Game”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: