Goku, Seya, Naruto, Jesus… Jesus?


“A Bíblia é a palavra de Deus, que foi escrita por homens inspirados por Ele. Nela encontramos instrução para vivermos da maneira conforme o nosso Criador deseja que vivamos. Ela é como um manual do fabricante, que nos ajuda a conhecer a nós mesmos e a Deus, e a viver dignamente neste mundo, com paz interior, fé e esperança.” disse, em linhas gerais, meu professor de religião no Colégio da Companhia de Maria.


Ao longo da história o ser humano provou que precisa de uma cartilha para se considerar digno do dom da vida. Cada uma das diferentes civilizações que passaram por este mundo de meu Deus foi “orientada” por uma destas obras divinas, que sempre funcionaram como uma “rédea” para nossos instintos selvagens, mas nenhuma delas resistiu a tantas transformações demografico-tecnologico-psico-comportamentais como a bíblia sagrada. É um livro escrito por diversos autores ao longo de 1600 anos, e hoje, somando-se as diversas doutrinas que o tomam como base, rege a grande maioria da população ocidental. Do Velho Testamento (800 aC) pra cá nós já passamos pelo descobrimento da América, o Feudalismo, a
Revolução Industrial, 2 guerras mundiais, a fundação da ESPM, entre outras milhares de coisas que alteraram drasticamente o nosso estilo de vida. Vale lembrar que a bíblia, assim como outras cartilhas ao longo do tempo, também foi e ainda é utilizada para subjugar um grande número de pessoas e dar poder quase que celestial para uma minoria espertalhona, que fica cada vez mais rica. Um dos motivos para tanta rentabilidade, tanto financeira quanto temporal, é, na minha opinião, seu conteúdo incrivelmente metafórico, que abre possibilidades para infinitas interpretações das infinitas passagens descritas. Tal fato torna a bíblia flexível o suficiente para ser constantemente reinterpretada e adaptada para a realidade atual vigente em voga. Quando as pessoas começam a pressionar as instituições religiosas com críticas ao fato da bíblia ser antiquada demais, novas regras surgem como que num passe de mágica.
Ok, até agora eu não contei nenhuma novidade. Agora vai. A novidade é que As Aventuras de JJ finalmente mergulharam de cabeça no mundo contemporâneo e globalizado:

The Manga Bible: from Genesis to Revelations” (a Bíblia Mangá: do Gênesis ao Apocalipse), criada pelo inglês Ajinbayo Akinsiku, 42, foi lançada no Reino Unido e nos EUA e captura as histórias do livro com reverência, mas com humor e muita ação.” Leiam a notícia

Isso mesmo, a bíblia foi lançada em formato de mangá, cheia de gracinhas e repleta de adrenalina, mas ainda assim com muita bajulação ao Deus Pai Todo Poderoso. A cartilha do ocidente e uma grande tradição oriental, mais especificamente japonesa, acabam de convergir. Deve ser muito divertido. Agora poderemos comparar Moisés e seu cajado-abre-mar com Shiryu e seu escudo que não-quebra-nem-fodendo. Ou quem sabe o filho da puta do Judas com o desleal e impiedoso Freeza. Quem não se interessou que atire a primeira pedra.


Adeus.

Anúncios

0 Responses to “Goku, Seya, Naruto, Jesus… Jesus?”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: