Zimbábue

Caros amigos, quantas vezes, quando éramos crianças, não brincamos de “stop” ou de qualquer outro jogo que demandasse certo conhecimento geográfico e nos gabávamos em falar Zimbábue, mostrando que conhecíamos, sim, países com nomes estranhos e desconhecidos por muitas pessoas? Pois é, se vocês não foram este tipo de criança, bem, eu fui. Mesmo não sabendo muita coisa – quase nada – sobre o país africano. Até ontem.

Estava eu fuçando na Internet, quando li uma notícia sobre o Zimbábue. Fiquei chocado e procurei mais coisas e vi que um jovem estava angariando fundos para seus estudos neste país. A idéia do rapaz era deveras simples: seguir o sucesso da página “The Million Dollar Homepage” (foto), feita por Alex Tew, que resolveu montar um site para descolar um dinheiro e, na época com 21 anos, conseguiu angariar 1 milhão de dólares vendendo pixels de sua página como se fossem terrenos. Cada pixel custava 1 dólar, totalizando 1 milhão de pixels/dólares
. Porém, este estudante africano resolveu “parodiar”, o site americano e criou o “The Million Zimbabwean Dollar Homepage”. Por que “parodiar”?

Bem, a idéia de ganhar 1 milhão de moedas locais soa sempre interessante em qualquer lugar do mundo – bem, é o que costumamos pensar. Mas o Zimbábue entrou em uma crise tamanha que a inflação anual ultrapassou a margem dos 100.000% – isto mesmo, cem mil por cento. Para ter uma noção do quanto isto é absurdo, pensem que se vocês, zimbabuanos, tivessem pago 1 moeda por quilo de feijão o ano passado, este ano vocês pagarão 10 mil moedas pela mesma coisa – acho que é isso a conta. Ou seja, o criador deste site africano espera conseguir com a venda do mesmo o equivalente a 33 dólares americanos. Uma merreca, se comparado a ilusão de 1 milhão de moedas. Seria cômico se não fosse trágico.

Nós do Mera Doxa já resolvemos ajudar este site e colocamos nossa marca lá. Pagamos o equivalente a 72 centavos de dólar para um espaço bonitinho. Além de ajudarmos, este site permanecerá no ar por 5 anos, então temos, pelo menos, uma propaganda de 5 anos, pelo preço de 72 centavos. Bom negócio, não? Aconselho vocês a fazerem o mesmo.

Clique aqui para comprar seu pedacinho de terra virtual.
Por enquanto, é só.
Hasta!

1 Response to “Zimbábue”


  1. 1 Renata 29/02/2008 às 2:51 PM

    Nico, durante a leitura dos seus posts pude notar coisas deveras interessantes, porém ao chegar no post sobre o DEUS Alexandre Frota percebi que o senhor deve ter muito tempo ocioso para se ocupar em procurar informaçoes banais como as que recheiam a coluna. Entretanto, não pude deixar de me divertir com o linguajar ironico do qual vc se utiliza e que um dia, espero, chegar aos seus pés, pelo menos . Confesso que estava com saudades de certos comentários e esse blog me recordou os nossos tempos de “flog”, sr. nico x, galerinha yeah e todo aquele tempo em que éramos uma grande turma feliz e unida e todos comentavam nos fotologs alheios com insinuaçoes impertinentes e sarcásticas.
    Enfim, gostaría de saber qual o significado do “mera doxa” e incentivar a continuidade desse blog que frenquentarei com assiduidade de agora em diante para matar as saudades do meu amigo nico.
    Espero que seus amigos nao fiquem magoados por eu ler apenas as suas colunas, nada pessoal, questão de afinidade.

    Saudades Nico,
    Com carinho…

    Rerrê!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




//twitter.do.caju

//twitter.do.hygino

//twitter.do.nico

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

//twitter.do.tico

//twitter.do.michel

//naftalina


%d blogueiros gostam disto: